Arquivo da categoria: Software Livre

Todos estão surdos? Um grito de alerta à comunidade Software Livre!

Primeiramente gostaria de deixar claro que o objetivo deste texto não é ofender ninguém, nem provocar, fazer pouco caso ou nada parecido. Muito pelo contrário quero convocar a comunidade a se unir em prol de um objetivo maior. Parar de discutir sobre coisas menores e juntar forças para progredirmos em nossa luta. Não ficarmos estagnados.

Será que é possivel existir Software Livre, sem Política? E sem ideologia? O rei Roberto Carlos, cantor e compositor, compôs se me lembro bem já a muitos anos, uma música que não consigo tirar da cabeça ao ver a repercussão do último FISL. Tenho visto discussões enormes, na verdade debates saudáveis, mas inflamados a respeito de um assunto que seria muito mais fácil se todos entrassem em sintonia e se preocupassem em lutar as batalhas que realmente precisam ser vencidas.

Me refiro a vista de duas celebridades em especial, que estiveram no evento esse ano. Nominalmente o Presidente Lula e o Peter Sunde do Pirate Bay. Vou quebrar essas duas visitas em duas partes porque elas estão relacionadas a dois temas que pela primeira vez, percebi serem “tabus” no Movimento Software Livre. Falemos primeiro do presidente.

O Presidente Lula foi visitar o evento esse ano e como resultado disso causou um enorme transtorno na movimentação do evento, e acesso aos participantes. Pronto. Foi um reboliço. Eu estava coordenando a palestra do Stallman quando o anúncio oficial foi feito, e as regras de segurança foram explicadas, e o que se ouviram foram vaias, protestos e reclamações. Esse momento me causou um profundo espanto dessa reação, pois embora eu saiba que muitos ali não eram exatamente eleitores e fãs do presidente (eu mesmo não votei nele e costumava ser um opositor ferrenho de sua candidatura), achei que todos perceberiam, que o fato da visita estar acontecendo já era uma grande conquista. Para minha tristeza descobri que fui um dos poucos a ver isso. Na verdade o coitado do Marcelo Terres até tentou explicar. Muita gente não ouviu porque não quis ouvir. Eles estão surdos.

O grande problema na minha opinião, é as pessoas confundirem ideologia politica, e até mesmo visões políticas, com aquele acontecimento. Veja bem, não era o PT com suas idéias, ou a pessoa Luis Inácio com suas convicções, que estaria visitando o evento. Era o Presidente do Brasil. Não o homem, a instituição presidencial. Gente isso criou um alarde enorme, e colocou os holofotes bem em cima da nossa causa, e tudo que nós precisamos é de propaganda(bom não tudo, mas…), afinal de contas, nossa causa é válida e nossas intenções são puras (ou deviam ser) e quanto mais gente souber ou ouvir falar disso melhor pra nós. Quando retornei do evento fui indagado por pessoas que nunca ouviram falar de Software Livre, e queriam saber o que é, porque eles viram no jornal que o presidente tinha ido lá e ele tinham achado super legal a bagunça, as camisetas, e etc… O que é esse tal de Ubuntu? E aquele “Slacuare”?

Durante a visita do presidente e antes disso, na sala de palestrantes, houveram até brincadeiras e piadas sobre políticos, porque todos nós sabiamos que aquilo era um jogo de interesses. Eles(os políticos) estavam nos usando pra demonstrar seu “comprometimento” e seus “ideais”, etc… e nós estavamos usando eles pra ter acesso a mídia, ou você acha que aquele batalhão de repórteres vai lá no evento todo ano.

Mas depois disso, acabei ouvindo um monte de gente reclamando, de que o presidente estava usando o evento pra fazer campanha politica e que eles não concordam, ou que foi sacanagem proibir o acesso das pessoas na feira. Vi até mesmo gente que tinha stand querendo restituição do valor pago, pois teve um dia de evento perdido. Perdido? Perdido? Vocês só podem estar brincando comigo, pela primeira vez na minha vida, (e olha que já sou rodado) eu vi um evento de Software Livre ser mencionado em cadeia nacional. Vi reportagens, em todo o tipo de telejornal de tudo quanto é canal. Isso sem falar que demos (provavelmente) o golpe de miséricórdia no projeto de vigilância do Senador Azeredo. Gente isso foi fenomenal. Sem precendentes.

Veja bem vocês fazem parte de um Movimento que tem por base o desenvolvimento coletivo, e a priorização da comunidade em detrimento do eu. Parafraseando o presidente Kenedy: – Não pergunte o que o movimento pode fazer por você, pergunte o que você pode fazer por esse movimento. Sim seria melhor se não houvesse havido nenhum transtorno e o evento seguisse seu curso? Sim pra nós, mas não para nossa causa. A nossa causa saiu beneficiada! A custo do esforço de todos? Sim, afinal fomos todos “prejudicados”. Mas nossa causa saiu ganhando. Evento com palestra técnica. Tem um monte, com menor prestígio/estrutura que a gente pode ir ainda esse ano, e mesmo o FISL ano que vem. Agora uma oportunidade como essa, não costuma aparecer muitas vezes. 10 anos de evento, essa foi a primeira.

Todo esse pessoal que se diz apolitico, as vezes me parecem politicos, mas dos partidos que não estão mais no poder. Então agora, ficam disfarçados jogando farpas. Será que eles não percebem que isso é muito maior. Que realizar um evento do porte do FISL custa uma pequena(grande) fortuna. E que gostem ou não, nos últimos anos foram estatais e empresas públicas que formaram a maioria do patrocínio. Ah, mas estão usando o meu dinheiro(dos impostos) pra aparecer e fazer campanha. Bom,ainda bem que estão usando num evento de software livre e não com a Microsoft né?

Outro dia, um cabeludo falou:
“Não importam os motivos da guerra
A paz ainda é mais importante que eles”
Esta frase vive nos cabelos encaracolados
Das cucas maravilhosas
Mas se perdeu no labirinto

Dos pensamentos poluídos pela falta de amor
Muita gente não ouviu porque não quis ouvir
Eles estão surdos

Então gente, foi um saco aguentar aquela segurança toda? Foi. Atrapalhou o andamento do evento? Sim, sem dúvida. Muita gente saiu prejudicado, até financeiramente? Provavelmente. Mas a causa do Software Livre ganhou, disso não há dúvida. É incontestável. E uma causa só é atingida, a custo de muito sangue, dor, sofrimento, dedicação e trabalho, de toda a comunidade. Então está na hora de se perguntar? Você está conosco? Você acredita na causa? Você pode até não concordar com tudo, mas essa é a beleza desse movimento. Se você não gosta, faça alguma coisa e mude. Se envolva, se dedique.

Agora não esquecendo da segunda parte do assunto, que é igualmente perturbante. Vejam bem. Junto com as reclamações do Lula, surgiram dezenas de criticas a presença do Pirate Bay no evento, e diversas pessoas dizendo que o FISL tem que ser mais técnico e que tem muita palestra sobre politica e ideologia que deveriam ceder lugar a palestras técnicas. Bom esse tipo de comentário e reclamação é até esperado num evento de nerds. Ei, perai, eu sou nerd! Comecei minha via crucis no FISL assistindo praticamente somente palestras na trilha admin. Então, tem uma palestra técnica boa. Me convida. To dentro. Vamos escovar bits juntos. Mas antes de irmos, desculpem, mas eu preciso falar. Gente, não existe Software Livre, sem ideologia. A trilha Ecossistema do Software Livre é uma das mais importantes do evento. Sem ela, o Software Livre fica só Software.

Software Livre

Software Livre

Um evento de software livre sem isso não é um evento de software livre, seria um evento de tecnologia qualquer, tipo uma Comdex talvez? Um evento de um bando de nerds falando e discutindo sobre tecnologias e ferramentas de administração. Para fazer isso teria que mudar o nome do evento, como chamar de Fórum Internacional de Software Livre, um evento que não se discute a ideologia por trás disso? Não faz o menor sentido. Além do mais, se você passar o olho por cima da grade de horários do evento, verá que seguramente 60% talvez 70% das palestras são técnicas, seja de admin, segurança, linguagens pra todos os gostos, e convenções que ocorreram durante o evento. O Software Livre só existe por causa da ideologia. As conquistas que temos hoje, são produto dessa filosofia.

Só isso já me incomoda, mas as críticas quanto a presença do Pirate Bay no evento, desculpe mas me cheiram a hipocrisia. Primeiro que eu não entendo, porque, quando falamos em Software Livre, invariavelmente mais cedo ou mais tarde aparece a questão dos copyrigths. Dentro da própria comunidade software livre existe um time de argumentadores contra o copyright, e como ele atrasa o progresso.(Stallman, Torvalds, Maddog, Oliva, etc…) O software livre por si só, tem como base a liberdade, o direito de compartilhar informações. Os caras tem um site que propicia exatamente isso, o compartilhamento total e irrestrito entre usuários da internet. O Pirate Bay, não hospeda absolutamente nenhum material protegido por copyright, eles somente intermediam o processo de trocas entre pessoas comuns. E por isso estão sendo processados pelas companhias que eles começaram a incomodar, pois começaram a ver seus lucros diminuidos. Não estou dizendo que a causa deles é exatamente a mesma que a nossa, mas será que vocês não percebem a semelhança.

Pirata?

Pirata?

Levante a mão, quem acha que o torrent é uma tecnologia ruim. Que pode desaparecer e não vai fazer falta. Pois esse é o próximo passo. Tão logo eles percebam que fechar o Pirate Bay na luta pra conter as trocas “ilegais” é tão inútil quanto procurar penas em um elefante, é exatamente isso que eles vão fazer. E diga-se de passagem já estão tentando fazer isso silenciosamente. Isso sem falar que eu me nego a acreditar que você concorda com o fato de que você vai a loja, compra um CD de música, baixa ele pro seu computador e não pode mostrar isso a um amigo seu. Ou que quando os seus amigos vão em sua casa e lhe pedem um CD emprestado você diz que não pode emprestar. Porque segundo eles você não pode. O que? Ah você empresta? Bom meu amigo, então meus parabéns. Voce é um pirata.

O que? O exemplo não ficou claro? Ok, vamos lá novamente. Você compra um DVD. Você não acha que é razoavel que você possa fazer uma cópia de segurança para proteger a mídia original em caso de quebra. Eu também. Ah, você  já faz isso?  Mas não pode. Seu pirata safado! Diga-se de passagem você só consegue fazer isso, porque um garotinho de 15 anos ficou bravo de não conseguir fazer isso e quebrou o sistema de proteção que a produtora colocou lá pra impedir você de fazer isso. Se quiser eu posso continuar em frente, em frente.

Tanta gente se esqueceu
Que o amor só traz o bem
Que a covardia é surda
E só ouve o que convém

Mas meu Amigo volte logo
Vem olhar pelo meu povo
O amor é importante
Vem dizer tudo de novo

Então quando vejo todo esse pessoal dizendo, que absurdo o Pirate Bay no FISL, eles mancharam nosso evento. Eles são criminosos. Eu respeito as leis de copyright. Não baixo material ilegal na internet (Nem um filminho? Tem certeza? Ah vai, ninguém tá olhando). Bom como eu acabei de demonstrar acima, isso não importa. Você é um pirata, de qualquer jeito. Por esse motivo, tenho vontade de gritar Hipócritas! Caras de Pau! Santinhos do Pau-oco!

Mas no fim o problema em tudo isso, é que tenho certeza que a maioria já ouviu os argumentos acima. E estou quase certo de que concordam com quase tudo. Então qual o problema? Porque todo o estardalhaço? Todos estão surdos…

Anúncios